Assaltos a ônibus: 70% durante a noite, mas ações durante o dia assustam.

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 21 de Maio de 2017 às 10:30

Com informações do G1 Campinas e SetCamp
Setenta por cento dos assaltos a ônibus em Campinas acontecem a partir das 21h e nos bairros periféricos, segundo dados do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp).

Os locais com mais casos registrados segundo o sindicato são: região dos Dics, Campos Elíseos, Jardim Itatinga, Vila União, Jardim Columbia, Jardim Santa Lúcia, Jardim do Trevo, Jardim Novo Campos Elíseos e Vila Aeroporto.
Outro ponto vulnerável para motoristas e passageiros é nas margens da Rodovia Santos Dumont (SP-075), entre a Rodovia Anhanguera (SP-075) e o acesso ao Aeroporto Internacional de Viracopos.

No primeiro trimestre deste ano foram 41 casos registrados de roubos, contra 67 no mesmo período do ano passado, ou seja, queda de 38%. Mas de acordo com o Setcamp, as ações de criminosos voltaram a subir nos meses de abril e maio.

Só nos sete primeiros dias de maio foram 15 assaltos na área de cobertura da VB1, de acordo com o sindicato das empresas.

Noventa e cinco por cento dos coletivos da cidade têm câmera de segurança, mas mesmo assim os criminosos continuam praticando os crimes.

Entre 2014 e 2015, o pagamento das passagens com dinheiro foi interrompido e os casos caíram, segundo as empresas, e até zeraram. Foram 92 casos registrados, mas no ano passado – quando o dinheiro voltou a ser aceito – os assaltos subiram para 278, alta de 202%.




O problema é que os assaltos estão cada vez mais constantes

E não só à noite. O ODC sabe que muitos ataque estão acontecendo à luz do dia, em locais de grande movimento. Na última semana, pelo menos três ônibus foram assaltados no período das 12h às 16h na região do Ouro Verde.

Um ônibus da linha 122 foi assaltado à mão armada no ponto de ônibus próximo ao Shopping Spazio Ouro Verde. No dia seguinte, um veículo da linha 107 foi abordado próximo à piscina do DIC VI. E um veículo da linha 120 foi atacado próximo à Votorantim, na região do Vista Alegre. Em todos esses casos os boletins de ocorrência foram registrados. Em pelo menos dois deles os pertences dos passageiros também foram levados. No terceiro caso, o bandido apenas levou o dinheiro do caixa.

Uma das empresas da cidade pediu para que a Polícia Militar reforce o patrulhamento nos pontos de ônibus onde têm ocorrido os roubos. A corporação informou que reforça a segurança de locais quando acionada pelas vítimas pelo telefone 190. Disse ainda que desloca unidades de patrulha imediatamente.

Dois suspeitos de roubos na semana passada foram presos após denúncias de vítimas, que passaram características deles aos policiais.

A Guarda Municipal disse que faz um trabalho preventivo no patrulhamento de Campinas, incluindo os terminais e nos locais onde mais acontecem roubos.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários protocolizou neste mês de maio um documento solicitando reforço de policiamento na região dos DICs. De acordo com a entidade, neste ano foram mais de 50 roubos a ônibus, principalmente no distrito do Ouro Verde. No documento entregue à Polícia Militar, o sindicato descreve esse reflexo da insegurança no transporte público de Campinas, afirmando que as empresas não têm mais como remanejar trabalhadores devido ao elevado número de ocorrências.