Autoescola do Jd. Santa Clara dava aulas irregulares

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 14 de janeiro de 2017 às 09:33

Fonte: Correio Popular

Foto: CEDOC / Rede Anhanguera de Comunicação

Uma fiscalização do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) na tarde de quinta-feira flagrou irregularidades em uma autoescola de Campinas. Os funcionários da equipe do Detran constataram que na aula teórica em andamento em um Centro de Formação de Condutores (CFC), localizada no Jardim Santa Clara, estavam ausentes 11 dos 19 alunos que tiveram presenças registradas no início da aula por meio de digitais.

De acordo com o departamento, os fiscais registram boletim de ocorrência (B.O.) por inserção de dados falsos em sistema de informações, que prevê pena de 2 a 12 anos de reclusão no Código Penal. Os envolvidos, tanto os responsáveis pela autoescola como os alunos coniventes, responderão a inquérito policial.

Segundo o Detran. SP, o centro de formação responderá a processo administrativo e estará sujeito a penalidades como bloqueio das atividades, suspensão e até descredenciamento.

A autoescola terá direito a apresentar defesa antes da conclusão do processo. Os envolvidos também devem responder a processo na esfera criminal.

Em nota, o Detran.SP informou que realiza fiscalizações regulares em parceiros como “centro de formações, médicos e psicólogos credenciados e em locais de exames práticos a fim de coibir eventuais fraudes e irregularidades no processo de habilitação”. O órgão ressaltou que qualquer suspeita de irregularidade deve ser denunciada à ouvidoria, que pode ser acionada pelo portal www.detran.sp.gov.br. O Detran.SP afirmou que garante o sigilo absoluto ao denunciante.