Campinas está na lista das cidades mais burocráticas para abrir empresas

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 30 de novembro de 2017 às 10:22

Com informações da CBN Campinas
Campinas está entre as três cidades do Brasil que mais dificultam o processo de abertura de empresas no Brasil, ao lado de Rio de Janeiro e São Paulo.

É o que aponta uma pesquisa desenvolvida pela Organização Não Governamental Endeavor Brasil.

Duas causas são consideradas as principais para que esse processo seja tão lento: a dificuldade para entender as leis, e muitos processos repetidos, como licenças similares precisam ser expedidas por órgãos diferentes.








Em São Paulo, por exemplo, o tempo médio para abrir uma empresa é de 74 dias, e para regularizar o imóvel são 529.

Esses números variam de uma cidade para a outra, mas, em média, alguém que pensa em começar um negócio no Brasil leva dois meses só para abrir a empresa.

Já para conseguir todas as licenças e alvarás são mais de nove meses de espera, na média.

A Secretário de Desenvolvimento Econômico, Social e Turismo de Campinas estranha os números divulgados pela pesquisa, e afirma que desde 2015 é possível abrir uma empresa na cidade em cinco dias.

A regularização de imóveis em Campinas também não ultrapassa o período de cinco dias, desde que a atividade seja de baixo risco.

Contadores em Campinas afirmam que é possível abrir uma empresa em Campinas num prazo médio de 20 dias, o que espanta os investidores, principalmente os europeus, acostumados com um prazo entre dois e três dias.

Ainda de acordo com a pesquisa, as cidades com melhores condições burocráticas na abertura de empresas no Brasil são Aracaju, Fortaleza e Belo Horizonte.