Chikungunya está espalhada por Campinas

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 28 de dezembro de 2017 às 07:42

Com informações do G1 Campinas
A Prefeitura de Campinas rastreou os bairros onde foram registrados seis casos de chikungunya autóctones no município.

De janeiro a dezembro deste ano, a cidade teve 16 registros da doença, três a mais que o ano passado.





Foto: Paulo Whitaker/Reuters




De acordo com a administração, as regiões que reuniram casos contraídos na própria cidade foram: Jardim Nova Europa, Jardim do Trevo, Parque São Jorge, Região dos Dics, Santa Genebra e Parque Ceasa.

Apesar do aumento dos casos de chikungunya, A prevenção no combate a criadouros de mosquito Aedes aegypti garantiu bons resultados no caso de dengue e zika, com número de casos menor em 2017 se comparado a 2016.

Foram 3,5 mil casos no ano passado contra 119 deste ano.

O vírus da zika também passou de 524 registros para 43.

Tanto no caso da febre amarela, quanto da zika, chikungunya e dengue, o trabalho da Prefeitura tem se intensificado de porta em porta, nas residências e outros imóveis.

Mesmo com o recesso de Natal, os agentes continuaram trabalhando para fazer a prevenção nos bairros com maior índice de proliferação dos mosquito.