Dia dos Namorados: carga tributária de presentes vai de 15% a 69%

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 11 de junho de 2018 às 09:00

Para o Dia dos Namorados, a melhor opção de presente para a pessoa amada pode ser um livro. Além de incentivar o parceiro a ler mais ― segundo a Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil/Ibope, 44% da população brasileira não lê e 30% nunca comprou um livro, a carga tributária do produto (15,52%) é a menor em relação a outros presentes.

Os números são do levantamento encomendado pela Federação das Associações Comerciais Estado São Paulo (Facesp) ao Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT).

A pesquisa aponta que os presentes mais tributados são: Maquiagem importada (69,53%) e nacional (51,41%) e joia (50,44), além do tradicional champanhe (59,49%).








Para quem optar por comprar flores, o item é o segundo menos tributado (17,71%). Outros produtos da lista são malha, camisa e jaqueta (34,67%), bota (36,17%), calça jeans (38,53%), tênis (44%) e óculos de sol (44,18). Apostar em uma viagem romântica significa pagar 36,28% em tributos, sendo que só a hospedagem em hotel tem carga de 29,56%.

“O levantamento mostra que há opções que pesam menos no bolso”, comenta Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Para quem valoriza uma boa gastronomia, um jantar em restaurante deve despender 32,31% de tributos. No caso do vinho nacional ou importado vão desembolsar 54,73% e 69,73% de impostos, respectivamente.

“Os tributos no Brasil incidem fortemente sobre o consumo. Isso impacta principalmente os consumidores de menor poder aquisitivo. Só por meio de uma reforma tributária poderemos rever isso”, Adriana Flosi, presidente da ACIC.