Exército estuda transferir parte do Instituto Militar de Engenharia para Campinas

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 29 de outubro de 2017 às 09:50

Com informações do G1 Campinas

Uma parte do ensino do Instituto Militar de Engenharia no Rio de Janeiro pode ser transferida para a EsPCEx, a Escola Preparatória de Cadetes de Campinas, em 2019.

A mudança será para o primeiro ano do curso de engenharia, mas ainda depende do resultado de um estudo sobre a viabilidade da transferência.

Um grupo de trabalho organizado pelo Exército tem 40 dias para apresentar um relatório que será determinante para a decisão.





Foto: Priscilla Geremias/G1




Fundado em 1792, o IME é a escola de engenharia mais antiga do Brasil.

Atualmente a formação de homens e mulheres nas carreiras de engenharia ocorre em cinco anos, todos cursados na sede da instituição, no bairro da Urca, no Rio.

Em nota, o Centro de Comunicação Oficial do Exército justificou que a “modificação faz parte do processo de transformação e racionalização pelo qual passa o Exército Brasileiro, com a finalidade de otimizar o emprego dos recursos públicos, bem como integrar a formação dos oficiais de carreira combatentes e engenheiros militares”.

A mudança do primeiro ano do curso para Campinas, se acontecer, será feita de maneira parecida ao que já acontece com os aprovados no concurso da EsPCEx, que seguem os estudos na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende (RJ), após passar um ano na Escola de Cadetes.