Febre amarela: Campinas na mira da Organização Mundial da Saúde

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 6 de Abril de 2017 às 17:23

Com informações da CBN Campinas e VTV/SBT
A morte de macacos nas proximidades da área urbana de Campinas levou a Organização Mundial de Saúde a incluir o município na lista de cidades brasileiras com recomendação aos viajantes internacionais para que se vacinem contra a Febre Amarela. A OMS incluiu também 87 cidades do Rio de Janeiro e Bahia.

De acordo com informações do órgão, no estado de São Paulo, apenas a capital paulista não faz parte da área recomendada para a imunização.

O Secretário Municipal de Campinas, Cármino de Souza, classificou como esperada a decisão e se disse surpreso com a velocidade que a febre amarela progrediu de Minas Gerais para o interior paulista.

Quanto a decisão do Ministério da Saúde de adotar a recomendação da OMS de passar a fazer apenas uma aplicação de vacina contra a febre amarela, o secretário classificou como coerente e acredita que, com isso deva diminuir o número de agendamentos em Campinas.

Mesmo assim ele alertou para que não haja pânico na população com relação a necessidade da vacinação

Veja reportagem da VTV/SBT sobre o tema

Monte Alegre do Sul tem primeira morte confirmada

Nessa semana o governo do Estado confirmou o primeiro caso autóctone de febre amarela na região de Campinas. Trata-se de uma mulher de 40 anos, contaminada no bairro Girardelli, em Monte Alegre do Sul. Estão em apuração também duas mortes suspeitas pela doença nas cidades de Valinhos e Amparo.

Veja outra reportagem da VTV/SBT sobre esse caso