O único trólebus fabricado e pintado para Campinas, que nunca circulou; Veja foto e sua história

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 21 de dezembro de 2016 às 21:18

Apesar de Campinas ter enterrado definitivamente o Projeto Trólebus no ano de 1987 por conta da desistência da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) em dar continuidade à sua participação, foi montada uma unidade experimental de veículo elétrico, que chegou a ser pintado com as cores do sistema de transportes da cidade na época.
O ônibus é um Marcopolo Torino com chassis Volvo B58. Na foto, feita em Curitiba em data desconhecida, o trólebus campineiro, que havia recebido a pintura cinza com faixas vermelhas, não tinha empresa determinada. Deduz-se que, como o projeto foi extinto em 1987, o veículo da foto não seria da URCA, que chegou apenas em 1988. Em 1987 ainda era a Viação Campos Elíseos, que tinha a pintura azul. O cinza provavelmente seria uma cor específica para os trólebus. Como o projeto não vingou, a URCA pegou para ela.
As faixas vermelhas foram usadas em quase toda a frota apenas a partir de 1989, para indicar veículos zero quilômetros financiados pelo BNDES em parceria com o governo municipal.
Esse é o único registro desse trólebus campineiro que nunca chegou a circular. Na foto, o veículo já está sem os pantógrafos (ganchos que ligam o ônibus à rede elétrica) e sem todo o equipamento elétrico. Esse também seria o primeiro ônibus de Campinas com três portas. Os primeiros, depois desse, chegaram apenas a partir de 1989.