Implantação de acostamento interdita faixa em marginal da rodovia D. Pedro I a partir desta terça-feira




A Concessionária Rota das Bandeiras, empresa responsável pela administração do Corredor Dom Pedro, realiza a partir desta terça-feira, as obras de implantação do acostamento nas novas vias marginais da rodovia D. Pedro I (SP-065), em Campinas.

Os trabalhos serão realizados no trecho entre o entroncamento com a rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332) e a Ceasa, do km 140 ao 141+500, no sentido Anhanguera (SP-330).

O novo trecho das marginais foi entregue aos usuários da rodovia no dia 24 de maio, mas precisou ser novamente fechado devido a atos de vandalismo registrados durante a greve realizada pelos caminhoneiros.

Na última quarta-feira, dia 26, a via foi reaberta e a estrada que contava com três faixas destinadas ao tráfego de veículos, passou a ter cinco, o que deve contribuir de forma significativa para o trânsito de veículos na região.

Segundo estimativa da Concessionária, os trabalhos devem durar até o sábado, dia 16 de junho.

Uma faixa da nova via marginal ficará fechada ao público de maneira ininterrupta.




“É importante ressaltar que precisamos liberar o tráfego em uma das faixas para poder prosseguir com as obras, já que há uma necessidade de espaço naquele ponto para as equipes atuarem”, explica o engenheiro responsável pelas obras, Rodrigo Lemos.

Para evitar a formação de congestionamentos, a Rota das Bandeiras vai atuar em bloqueios de 500 metros, interditando trechos menores da via.

No entanto, devido à grande movimentação de veículos, é possível que haja a formação de lentidão, principalmente durante os horários de pico. A Concessionária ressalta que o acesso à Ceasa não será prejudicado com a intervenção.