Maio Amarelo: Campinas terá algumas ações para evitar mortes no trânsito

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 2 de maio de 2017 às 10:27

Com informações da Emdec, Correio Popular e CBN Campinas
A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) produziu um guia para prevenção de acidentes de trânsito direcionado a trabalhadores e empresas.

O material está disponível no site www.emdec.com.br/maioamarelo. Nos próximos dias os planos para 2017 serão divulgados.

O lançamento do guia será a primeira das várias ações de educação para a mobilidade realizadas pela Emdec em maio, quando ocorre o Maio Amarelo — “Atenção pela Vida”, que já alcança 25 países.

O tema da edição deste ano é “Minha escolha faz a diferença”.

O guia traz dados de mortes por acidentes de trabalho no município, obtidos em estudo feito pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) — quase a metade desses óbitos ocorreram no deslocamento ao trabalho. A cartilha apresenta, com ilustrações, condutas que todo cidadão precisa adotar nos deslocamentos.




O que é o Maio Amarelo?

O Maio Amarelo é uma campanha criada para tentar conscientizar as pessoas sobre a importância do cuidado no trânsito.

A Assembleia-Geral das Nações Unidas editou, em março de 2010, uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”. O documento foi elaborado com base em um estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde) que contabilizou, em 2009, cerca de 1,3 milhão de mortes por acidente de trânsito em 178 países. Aproximadamente 50 milhões de pessoas sobreviveram com sequelas.

São três mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas ou a nona maior causa de mortes no mundo. Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo, na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos. Atualmente, esses acidentes já representam um custo de US$ 518 bilhões por ano ou um percentual entre 1% e 3% do PIB (Produto Interno Bruto) de cada país.

O Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, precedido por Índia, China, EUA e Rússia e seguido por Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito. Juntas, essas dez nações são responsáveis por 62% das mortes por acidente no trânsito.