Maio já é o mais chuvoso dos últimos 12 anos

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 21 de Maio de 2017 às 12:35

Com informações da CBN Campinas, G1 Campinas e Correio Popular

Foto: Leandro Ferreira / AAN

Campinas já registra o maio mais chuvoso dos últimos 12 anos. Até a tarde de nesta sexta-feira choveu 102,1mm milímetros, quando o esperado para todo o período eram 63,3mm.

O Centro de Pesquisas Meteorológicas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) informa que a previsão é de mais chuva para os próximos dias. Na segunda-feira, diminuem as chances de chuva. As temperaturas máximas devem variar entre 21 e 22 graus e no domingo e as mínimas ficam na casa dos 15 graus.

Não chove tanto assim no mês de maio em Campinas desde 2005, quando o Cepagri registrou o total de 192mm.

Somente nas últimas 72 horas foram registrados 63.2 milímetros. O esperado para o mês é 63,3mm. Essa chuva é considerada atípica e o maior volume está sendo provocado por um sistema de baixa pressão. “Áreas de instabilidade estão atuando aqui na região. O calor e a umidade da região da Amazônia que não é comum nessa época estão atuando nesse momento intensificando as áreas de estabilidade”, afirma a meteorologista Ana Ávila, em entrevista ao Correio Popular.

A chuva traz benefício para região, porque melhora o sistema hídrico, aumenta umidade do solo, e também mantém o nível dos rios. Na sexta, o Sistema Cantareira apresentava um índice armazenado de 65,3% e a vazão do Rio Atibaia chegou a 40,32 metros cúbicos por segundo na captação de Valinhos.

As rajadas de vento, quedas de galhos de árvores e descargas atmosféricas, por volta das 13h, também causaram interrupções no fornecimento de energia. Segundo a CPFL Paulista, as cidades de Campinas e Piracicaba foram as mais atingidas. Nas outras cidades da região, foram registradas ocorrências pontuais já solucionadas pelas equipes de campo da distribuidora. Em Campinas, cerca de 5,5 mil clientes tiveram o fornecimento de energia elétrica interrompido das 13h às 14h. Em Piracicaba, foram cerca de 15 mil clientes afetados entre 13h e 15h. Todos já foram restabelecidos.