Material escolar pode sair mais em conta nos supermercados

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 5 de Janeiro de 2018 às 16:21

O Estado de São Paulo definiu que o calendário escolar de 2018 terá início em 1º de fevereiro e com isso começam as pesquisas para compra de material escolar.

Com menos de 30 dias para pesquisar preços, os pais têm buscado economia e versatilidade na hora da compra.

Atentos ao novo perfil de consumo, os supermercados já oferecem promoções mais atrativas que as papelarias graças à variedade e comodidade na hora da compra.








Segundo a gerente do setor de Bazar da Rede de Supermercados Covabra, Fabiana Prata, a capacidade de compra em alto volume facilita a negociação com fornecedores e isso permite oferecer excelentes preços.

“Antecipamos as negociações com fornecedores para conseguir oferecer preços realmente atrativos ao consumidor nesta volta às aulas. Em nossas lojas, poderão ser encontrados cadernos dos tipos Brochura, Brochurão, Espiral, de Desenho, para Cartografia, cadernos de Caligrafia e tipo Universitário de 1, 10 e 16 matérias. Também teremos canetas, corretivos, lápis, grafite, apontador, borrachas, lápis de cor, caneta hidrográfica e os estojos”, afirmou.

Fabiana também explicou que as lojas possuem espaços destinados para estes itens e outros produtos da lista de materiais como: papel sulfite em embalagem de 100 e 500 folhas, papel almaço, pastas, pincel, marca texto, tinta guache, massa de modelar, mochilas, etiqueta adesiva, squeezes e sanduicheiras.

O destaque para as crianças e adolescentes fica por conta dos produtos licenciados, com temas de Game of Thrones, Miraculous Lady Bug, Cat Noir, Capricho, Carinha de Anjo, Minnie, Princesas Disney, Vingadores, Spider Man, PJ Mask, Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Os Simpsons e Snoopy.

Segundo a gerente de bazar da Rede Covabra, em comparação com 2017, a indústria reajustou os preços de produtos escolares entre 7% e 10%, o que exige ainda mais a atenção do consumidor.

“A indústria elevou os preços em até 10%, dependendo do produto. É preciso ainda mais atenção para conseguir economizar em um momento que temos além dos materiais escolares, contas como IPVA e IPTU”.

Ela destacou que, em levantamento realizado pelo departamento comercial da rede, alguns produtos a venda no supermercado possuem preços entre 10 a 30% mais baratos do que em papelarias. “A procura aumenta entre a segunda quinzena de janeiro e a primeira semana de fevereiro, portanto, a dica é se antecipar”, orienta Fabiana.

Além de preço, a compra nos supermercados facilita a vida daqueles pais que buscam opções fora do horário comercial.

“Nossas lojas funcionam além do horário comercial e isso facilita para quem trabalha e precisa fazer compras do dia a dia, além da facilidade do estacionamento gratuito e possibilidade de parcelamento em até 6 vezes sem juros no cartão de crédito para compras acima de R$ 90”, ressalta a gerente.

As promoções serão divulgadas em tabloide especial para o tema, do dia 04/01 à 28/02, inclusive em redes sociais.