Moradores do São Quirino pedem providências em curva onde mulher capotou no fim de semana

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 13 de março de 2018 às 13:00



Com informações do Correio Popular
Uma mulher de 56 anos perdeu a direção do veículo que conduzia e capotou na Avenida Júlio Soares de Arruda, no Parque São Quirino, em Campinas.

Ela sofreu ferimentos leves e foi socorrida e levada pelo resgate do Corpo de Bombeiros, ao Pronto-Atendimento da Vila Padre Anchieta.

Segundo moradores, esta via é palco constante de acidentes de trânsito, já que ela não tem equipamentos para controle de velocidade, como lombadas, limitadores ou radares.

De acordo com a vizinhança, a via tem curvas que favorecem a perda do controle.





O acidente foi por volta das 8h30 do domingo.

A motorista estava sozinha e seguia para a igreja.

Ela estava no sentido para a Lagoa do Taquaral, quando na curva nas proximidades do número 618, perdeu a direção, bateu contra uma lixeira de concreto e capotou.

A mulher foi retirada do carro por moradores, aparentemente sem lesões no corpo, mas se queixava de dor na coluna.

O acidente foi comentado no grupo de WhatsApp dos moradores, já que no bairro existe o Programa de Vizinhança Solidária.

A avenida já foi palco de inúmeros acidentes de trânsito devido ao fato de não ter lombadas ou qualquer outro equipamento de controle de velocidade.




No ano passado, segundo eles, um motorista de ônibus coletivo perdeu a direção e só parou o veículo após bater contra uma árvore.

O acidente teria acontecido no mesmo ponto do acidente do domingo.

Também no ano passado uma moça ficou gravemente ferida após perder o controle e bater contra uma árvore na via.

Em nota, a Secretaria de Serviços Públicos informou que enviará uma equipe para avaliar se é possível podar as árvores e melhorar a iluminação nas vias.

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) disse que nos próximos dias, fará uma vistoria técnica no local para avaliar as condições de segurança viária.