O ônibus de dois andares da Viação Cometa que forçou obras na antiga Rodoviária de Campinas

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 16 de Janeiro de 2017 às 20:28

Ônibus de dois andares da Cometa, com chassis Scania, na plataforma 8 da Rodoviária Barbosa de Barros, em Campinas. A foto é de 09/12/2006.

A antiga Rodoviária de Campinas passou por diversos momentos importantes entre a sua fundação, na primeira metade dos anos 70, até a sua demolição, na década passada. Um desses momentos foi no ano de 2002. A Viação Cometa, uma das empresas que detinha (e ainda detém) um grande número de destinos saindo de Campinas, havia acabado de ser vendida pela família Mascioli ao empresário carioca Jelson da Costa Antunes, fundador do Grupo JCA, e a nova administração resolveu comprar algumas unidades de veículos Double-Decker, popularmente conhecidos como “ônibus de dois andares”.

Uma das linhas contempladas com esses novos veículos foi a Campinas X Rio de Janeiro. Porém, havia um problema infra-estrutural no caminho: o espaço das plataformas de embarque e desembarque na rodoviária campineira era muito pequeno, projetado apenas para ônibus bem mais baixos.
Atendendo à uma reivindicação da Viação Cometa, a então administradora da rodoviária, a Sociedade Campineira de Administração (Socicam) fez uma obra de melhoria na plataforma 7, usada totalmente pela empresa: rebaixou o piso em alguns centímetros, possibilitando a entrada do veículo grande por ali.
Os ônibus de dois andares da Viação Cometa, com essa melhoria, conseguiram entrar na Rodoviária de Campinas sem maiores problemas. Com essa melhoria, outros ônibus de dois andares, de outras empresas, passaram a fazer o mesmo acesso. Uma dessas empresas era a Viação Catarinense.
Em breve, vamos publicar outras matérias especiais sobre a antiga Rodoviária de Campinas, que fez parte da vida de muita gente.