Papai Noel visita crianças no Hospital Mario Gatti

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 25 de novembro de 2017 às 22:26

Um convidado especial trouxe o espírito natalino para o Hospital Mário Gatti nesta sexta-feira, dia 24.

O Papai Noel esteve por lá para visitar as crianças internadas na unidade, além das que estavam no pronto-socorro e filhos de funcionários.








Em visita aos leitos da pediatria, o Papai Noel foi recebido com sorrisos e abraços pelas crianças internadas, como Davi Miguel Antunes Gularte, de quatro anos.

O menino, que diz ter pedido em sua carta ao bom velhinho “saúde e alegria”, estava esperando a visita na companhia da mãe, a auxiliar de limpeza, Luciene Gularte.

“Toda criança espera receber a visita do Papai Noel nesta época do ano. É muito bonito ver o sorriso deles quando o encontram”, disse.

A chegada surpreendeu quem estava de passagem ao hospital para uma consulta como a operadora de caixa, Vanusa Brito, mãe da pequena Geovana Bertoldo, de três anos.

“Foi uma surpresa encontrar o Papai Noel aqui hoje, ela fica esperando por ele”. A menina que deu um longo abraço no Papai Noel contou que já fez seu pedido: “uma boneca e um pula-pula pequeno”.




Outra criança que ficou muito feliz ao encontrar o Papai Noel foi a Yasmin Vitória, de dois anos, filha da encarregada de limpeza do hospital, Gislaine Fernandes de Souza.

“Acho legal esse trabalho que o hospital está fazendo ao trazer um motivo de alegria para as crianças”.

A criança, que foi trazida pelo pai, o porteiro Elean Pereira, ainda é pequena para saber ler, mas tirou muitas fotos entregando a cartinha, escrita pelos pais, ao Papai Noel.

Organizada pela Coordenadoria de Humanização do Hospital, a visita do Papai Noel foi realizada pela primeira vez no Hospital.

O diretor-presidente, Marcos Pimenta, destacou a importância da iniciativa que traz humanização ao atendimento e ao tratamento dos pacientes. “Isso faz toda a diferença e alegra não somente as crianças, mas os adultos também. É um trabalho feito voluntariamente por meio da equipe do Hospital e que traz descontração e faz parte do tratamento terapêutico dos pacientes”, contou.

A coordenadora do setor, Carmen Olmos, diz que a humanização é uma das premissas do hospital, que possui cerca de 20 projetos e abrangem desde grupos de palhaços até músicos, cabeleireiros, maquiadores e capelães.

“Procuramos, desta forma, minimizar a passagem das pessoas pelo hospital, promovendo ações que envolvem afetividade e carinho”. Além do tratamento para o corpo, as ações cuidam da mente, trazendo um “impacto positivo” à vida dos pacientes.