Passe Lazer é suspenso por tempo indeterminado. Prefeitura reduz subsídio

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 19 de janeiro de 2017 às 15:09

Foto: Ônibus de Campinas

A Prefeitura de Campinas reduziu em R$ 5 milhões o subsídio que é pago às empresas do transporte público urbano de Campinas.

O decreto que reduz o valor foi publicado hoje. No período de janeiro a março de 2017, a administração de Campinas vai pagar R$ 15 milhões para as operadoras do Sistema InterCamp, e outros R$ 3 milhões para manter o PAI-Serviço (Programa de Acessibilidade Inclusiva) em funcionamento.

Na comparação com o ano passado, o PAI-Serviço não teve alterações com relação aos repasses. Já o Sistema InterCamp recebeu, entre janeiro e março de 2016, R$ 20 milhões.

O subsídio 2011, sob a alegação de que era necessário manter o equilíbrio financeiro do sistema de transporte urbano de Campinas. A redução gradativa dos valores deve chegar a 40%, como disse o secretário Carlos José Barreiro ao ODC há uma semana. Esse também é o argumento apresentado pela EMDEC para justificar o aumento de até R$ 0,80 na tarifa do transporte público, que subiu para R$ 4,50 em 7 de janeiro (ou R$ 4,20 pra quem usa o Bilhete Único Comum).

Passe Lazer suspenso por tempo indeterminado

Sorrateiramente, a EMDEC não deu mais detalhes sobre a volta do Passe Lazer, que reduz a tarifa do transporte urbano pela metade em dois domingos do mês. O “projeto” foi criado em 2013.

Em 5 de janeiro, esta notícia foi publicada no portal da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (com o destaque da redação do ODC).

As datas de realização do Passe Lazer no mês de Janeiro, inicialmente previstas para os dias 8 e 22, sofrerão alteração. Como o novo valor da tarifa do transporte público coletivo de Campinas entra em vigor em 7 de janeiro, próximo sábado, a medida de adiamento das datas é necessária para a adequada programação dos validadores dos ônibus à nova forma de cobrança.

No sábado, a tarifa passa a custar R$ 4,50 para o pagamento em dinheiro ou com o Vale Transporte. Mas quem possui o Bilhete Único Comum recebe desconto de R$ 0,30 no valor da tarifa, pagando R$ 4,20.

Nos dias de Passe Lazer, a tarifa será de R$ 2,10, metade de R$ 4,20, para quem pagar com o Bilhete Único Comum ou em dinheiro. As novas datas do Passe Lazer serão oportunamente divulgadas.

Já estamos praticamente no final do mês (há apenas mais dois finais de semana em janeiro), e as tais novas datas não foram divulgadas.

Em entrevista à Rádio CBN, o secretário Carlos José Barreiro confirma que o Passe Lazer está suspenso por tempo indeterminado. O motivo seria que poucas pessoas estavam utilizando o benefício, somado ao fato do primeiro fim de semana ter caído justamente no dia da mudança de tarifa – o que, segundo Barreiro, necessitou o “cancelamento” da data para que o sistema dos validadores fosse atualizado. “Na nossa reavaliação que estamos fazendo, o uso desse passe está aquém da nossa expectativa”, disse.

Ou seja, mais uma promessa indo por água abaixo. Ou pelo ralo.