Policlínica II vai mudar para a Glicério em 2018

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 20 de dezembro de 2017 às 08:38

A rede municipal de saúde de Campinas terá à sua disposição, a partir de 2018, um prédio de seis andares com 2,76 mil metros quadrados de área construída na avenida Francisco Glicério, 1.477, esquina com a rua Barreto Leme.

No local, será abrigada a Policlínica 2, que hoje funciona na Av. Campos Salles, 737.

O prefeito Jonas Donizette já assinou o termo de guarda provisória, que agora segue para a assinatura de Robson Tuma, superintendente do Patrimônio da União em São Paulo.

Com o processo, a União autoriza a Prefeitura a utilizar o imóvel até que seja providenciada a sua doação definitiva.

O valor estimado do prédio é de R$ 25 milhões.





Foto: SMTC




O atendimento no novo prédio deve ter início em fevereiro de 2018.

A Policlínica 2 oferece atendimentos nas seguintes especialidades: endocrinologia, oftalmologia, fonoaudiologia, otorrino, reumatologia, alergologia, gastroenterologia infantil, dermatologia, pneumologia e homeopatia.

Também são ofertados para pacientes que já são atendidos no local psicólogo e nutricionista.

Atualmente, são atendidos na Poli 2 entre 250 e 350 pacientes por dia.

A expectativa é que no novo prédio haja ampliação na oferta de vagas e inclusão de procedimentos que não são oferecidos no prédio atual por conta da infraestrutura do local.

Entre eles estão audiometria, ultrassom com e sem biópsia de tireoide, campimetria e procedimentos cirúrgicos de dermatologia.

O novo prédio conta com acessibilidade, dois elevadores e banheiros para pessoas com deficiência em todos os andares.

O espaço mais adequado vai melhorar a qualidade no atendimento aos pacientes e também as condições de trabalho dos cerca de 80 servidores que compõem a equipe da Poli 2.

A Policlínica é a unidade de saúde de nível intermediário no SUS, entre a atenção básica e a atenção hospitalar, destinada a desenvolver o atendimento especializado ao cidadão, na promoção e recuperação da saúde, desenvolvendo o diagnóstico e o tratamento de patologias que exigem a atenção especializada, sendo a referência para unidades de saúde básicas ou hospitalares, visando garantir a continuidade e qualidade do atendimento.