Ponte Preta x Corinthians: atenção aos bloqueios no trânsito

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) definiu as interdições de trânsito que serão feitas nas imediações do estádio Moisés Lucarelli neste domingo, 30 de abril, das 12h às 19h, por conta do primeiro jogo da final da Série A1 do Campeonato Paulista de Futebol, entre Ponte Preta e Corinthians. A partida começará às 16h.

Os bloqueios acontecem nos seguintes cruzamentos:

  • Rua Proença x Rua Barão de Jaguara;
  • Rua Afonso Pena x Rua Capitão Pedro de Alcântara;
  • Rua Professor Luís Cerqueira Monteiro x Rua Dr. Tito Joaquim de Lemos;
  • Rua Afonso Pena x Rua Cásper Líbero;
  • Rua Frei José do Monte Carmelo x Rua Cásper Líbero;
  • Rua Salvador Caruso x Rua Cásper Líbero;
  • Rua Cásper Líbero x Rua Capitão Pedro de Alcântara;
  • Rua Fernando Costa x Rua Thomaz Ortale;
  • Rua Thomaz Ortale x Avenida Monte Castelo;
  • Avenida Ayrton Senna da Silva, sentido Moisés Lucarelli, após o acesso à Avenida Monte Castelo;
  • Avenida Ayrton Senna da Silva x Rua Proença;
  • Rua Proença x Rua Thomaz Ortale;
  • Rua Dr. Quirino x Rua Uruguaiana;
  • Rua Dr. Quirino x Rua Proença;
  • Rua Professor Luís Cerqueira Monteiro x Rua Proença;
  • Rua Luzitana x Rua Uruguaiana;
  • Rua Boaventura do Amaral x Rua Uruguaiana;
  • Rua Afonso Pena x Avenida Monte Castelo;
  • Rua Dom Lino Deodato Rodrigues de Carvalho x Avenida Monte Castelo;
  • Rua Frei José do Monte Carmelo x Avenida Monte Castelo;
  • Rua Fernando Costa x Avenida Monte Castelo.

A Emdec também fará reserva de vagas já de madrugada na Rua Capitão Pedro de Alcântara, junto ao estádio, para evitar o estacionamento no local.

Serão 14 agentes da mobilidade urbana trabalharão no esquema operacional.




Torcida da Ponte promete caldeirão no estádio

Foto: Fabio Leoni/ PontePress

A torcida da Ponte Preta promete uma grande festa para a primeira partida da final do Campeonato Paulista, domingo, no Majestoso. A bola rola às 16h, mas o apoio começará bem mais cedo, desde a chegada do “Gorilão” – ônibus que leva a delegação alvinegra, com um corredor preto e branco de sinalizadores. Do lado de dentro, queima de fogos e faixas vão ajudar a transformar o Moisés Lucarelli em um caldeirão para empurrar a Macaca rumo ao título inédito.

A mobilização partiu da própria torcida e contou com o aval da diretoria alvinegra. Aproximadamente R$ 40 mil foram arrecadados para comprar os acessórios necessários, como sinalizadores, faixas, apitos, fogos e outras coisas. A ideia também era fazer um mosaico na arquibancada central. Estava tudo organizado, mas a Polícia Militar vetou.

O plano da torcida é recepcionar o ônibus a partir da Avenida Princesa d´Oeste, para o veículo passar em meio à fumaça preta e branca que será proporcionada por sinalizadores. Por isso, os organizadores pedem para os torcedores chegarem cedo – o “Gorilão” chegará por volta das 14h30.

Outro apelo é para que ninguém deixe para entrar no estádio em cima da hora, para que as arquibancadas estejam lotadas quando o time subir ao gramado. Faixas pretas e brancas na vertical vão contornar todo o interior do Majestoso, da vitalícia até o fim da arquibancada central. Cerca de 10 mil faixas de mão também serão distribuídas.

Com os ingressos esgotados desde a tarde de quinta-feira, a casa estará cheia. A lotação máxima é de cerca de 17,5 mil. Será o maior público dos últimos anos do estádio. Assim como a festa tem tudo para ser a maior já vista no Majestoso, principalmente se o resultado ajudar.