QR Code: a forma que a Transurc encontrou para cumprir a determinação do MPT

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 9 de junho de 2017 às 07:23

A Transurc decidiu que vai ampliar o sistema de cobrança de tarifa por QR Code, com um código de barras impresso, nos ônibus do transporte público do município para tirar de vez a circulação de dinheiro nos coletivos.

SAIBA MAIS: sistema foi testado nas linhas da Pádova

Desde esta terça-feira, os veículos da frota estão sendo adaptados com novos validadores. A previsão é que a tecnologia seja implantada em todos os 1.200 mil carros do sistema InterCamp até setembro. O custo é de R$ 1,5 mil por equipamento.

VEJA TAMBÉM: decisão pelo QR Code foi “acelerada” após determinação da Justiça de que a dupla função seja eliminada

O pagamento com o QR Code funciona da seguinte forma: o usuário compra um bilhete de papel em um dos 300 postos de vendas autorizados pela Transurc e valida o código de barras no validador da catraca. Cada ticket custa R$ 4,50 e só pode ser usado uma vez. O mesmo código ainda pode ser lido pelo celular, através da instalação do aplicativo. Já para quem usa o Bilhete Único, o sistema de cobrança continuará sendo feito normalmente sem alterações.