Só em março novos leitos de UTI para crianças no Hospital de Clínicas serão abertos

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 2 de Janeiro de 2018 às 08:50

Com informações do G1 Campinas
A abertura de dez leitos na UTI pediátrica do Hospital de Clínicas só vai acontecer em março de 2018, de acordo com a instituição.

A reforma do espaço começou em 2016 e a ampliação do setor permitirá dobrar a capacidade de atendimento pela unidade em Campinas.








A assessoria do Hospital de Clínicas informou que o atraso ocorreu por causa de problemas no cronograma das obras, mas não mencionou detalhes.

O projeto tem aporte de R$ 3,3 milhões da reitoria, garantidos desde 2014, e a mudança no prazo não está ligada às finanças, segundo o hospital.

Por ser a primeira reforma desde que a unidade foi inaugurada, em 1985, o plano também inclui adequações físicas e de infraestrutura.

A forma de custeio mensal dos novos leitos, informou a assessoria do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Campinas, depende da conclusão dos trabalhos e da habitação que terá de ser feita posteriormente pelo Ministério da Saúde.

Referência para quase 6,5 milhões de moradores em 86 municípios da microrregião de Campinas, o hospital atende por meio Sistema Único de Saúde e contabiliza, anualmente, média de 2,6 milhões de consultas e procedimentos ambulatoriais, 3,3 milhões de exames, 15 mil internações eletivas e de urgência, além de 15 mil cirurgias.




Ao todo são 409 leitos, entre eles, 56 na UTI adulto.

Em abril, quatro hospitais da metrópole registraram lotação das UTIs pediátricas por causa de crianças infectadas pelo vírus sincicial respiratório.

Na época, a abertura dos novos leitos da Unicamp foi considerada como parte da solução a longo prazo pela Secretaria de Saúde.

Entre as unidades que tiveram sobrecarga neste ano estão Mário Gatti e Ouro Verde, cada um deles equipado com dez leitos; e o Hospital PUC-Campinas, onde não houve casos específicos de infecção causada pelo VSR, mas houve lotação dos 16 leitos de UTI neonatal, e cinco de UTI infantil, em virtude de pacientes com bronquiolite, asma, pneumonia, segundo a unidade médica.

À época, a Secretaria da Saúde do estado destacou, em nota, que a Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde é um sistema online que funciona 24 horas por dia e busca vagas de terapia intensiva disponíveis em várias unidades, na região de origem do paciente e no estado.