Suspeito de matar jovem dentro do Chão Brasil tem prisão preventiva pedida

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 9 de Janeiro de 2018 às 16:39

Com informações do G1 Campinas
A Polícia Civil vai pedir a prisão temporária do suspeito de matar um jovem de 27 anos no banheiro da casa noturna Chão Brasil, na Vila São Jorge, em Campinas.

De acordo com o Setor de Homicídios, a motivação do crime foi passional.

Wilson Lima do Nascimento, também de 27 anos, já havia sido identificado pela investigação.

Ele está foragido.





Foto: Fernando Evans / G1




O homem chegou na boate no dia 30 de dezembro e viu o jovem, que ele suspeitava estar tendo um relacionamento com a antiga companheira.

André Paulino Correia foi morto a facadas dentro do banheiro após uma briga.

Ainda segundo a Polícia Civil, quem mantinha o relacionamento com a ex-namorada do suspeito era o irmão de André Paulino Correia, mas a vítima acabou assassinada porque Nascimento tinha dúvidas sobre qual dos irmãos era o novo namorado da jovem.

O suspeito ficou preso de julho a dezembro por ter agredido a companheira.

Nas imediações da casa noturna, a Polícia Civil encontrou uma faca que vai passar por perícia para saber se ela foi usada no crime.

De acordo com o delegado, a polícia chegou até o suspeito através de investigação, oitivas e análises de conversas de WhatsApp.

A ex-namorada de Nascimento está em um “local protegido” e não foi ouvida pela polícia.




De acordo com relatos de testemunhas à Polícia Civil, um segurança da casa noturna foi acionado para verificar uma briga dentro de um dos banheiros masculinos do estabelecimento por volta das 4h.

Ao chegar ao local, o funcionário encontrou a vítima sozinha, ferida no abdômen.

O resgate foi acionado e o jovem foi encaminhado pelo Samu ao Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, em Campinas, mas não resistiu e chegou sem vida à unidade médica.