Vacina da gripe é “restringida” em algumas cidades da região

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 6 de junho de 2017 às 09:38

Com informações do G1 Campinas e Prefeituras
As outras quatro maiores cidades da região de Campinas (Americana, Hortolândia, Indaiatuba e Sumaré) optaram por não ampliar a vacinação contra gripe para todos os moradores. O motivo é a falta de vacinas para atender a essa demanda.

SAIBA MAIS: Ministério da Saúde liberou vacinação na sexta-feira, mas cada cidade pode escolher o que vai fazer

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo não acatou a recomendação, mesmo assim Campinas anunciou na última sexta que a vacina está disponível nos 63 centros de saúde da cidade para toda a população.





Como fica em Hortolândia?

A cidade registra 35 notificações suspeitas de H1N1 dese o início deste ano. Dezesseis casos foram descartados e os demais seguem em investigação.

O balanço divulgado pela Vigilância Epidemiológica do município, divulgado no dia 1 de junho, aponta que a cobertura vacinal atingiu 89,54% dos moradores que fazem parte do grupo de risco, com 32.651 doses aplicadas. O objetivo é vacinar 36 mil pessoas na cidade. A cidade registra 35 notificações suspeitas de H1N1 dese o início deste ano. Dezesseis casos foram descartados e os demais seguem em investigação.

  • Idosos com mais de 60 anos
  • Trabalhadores da saúde
  • Gestantes
  • Puérperas (mães com bebês de até 45 dias)
  • Crianças com mais de seis meses e menos de quatro anos completos
  • Doentes crônicos
  • Professores da rede pública e privada
  • Polícia militar e civil
  • Bombeiros
  • Funcionários do Poupatempo
  • Funcionários dos Correios
  • Defesa Civil
  • Ministério Público (promotor)
  • Procuradoria Geral (procurador)
  • Defensoria Pública
  • Polícia Federal e Guarda Municipal
  • Doadores de sangue e de medula
  • Trabalhadores dos Tribunais de Justiça e Fóruns
  • Profissionais que trabalham com pessoas em situações de rua
  • Cuidadores de idosos
  • Auxiliar de classe e demais funcionários das escolas do ensino básico e superior
  • Funcionários das creches
  • Trabalhadores da limpeza urbana e coletadores de resíduos

As vacinas estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Saúde da Família da cidade:

  • UBS D. Bruno Gamberini (Nova Hortolândia)
  • UBS Jd. Rosolen
  • UBS Santa Clara
  • UBS Novo Ângulo
  • UBS Jd. Amanda
  • USF São Sebastião
  • USF São Jorge
  • USF Parque do Horto
  • USF Orestes Ôngaro
  • USF Santa Esmeralda
  • USF Santiago
  • USF Jd. Adelaide
  • USF São Bento
  • USF Jd. Amanda
  • USF Villagio Ghiraldelli
  • USF Nova Europa
  • USF Taquara Branca.




Foto: Leandro Las Casas / CBN Campinas

Como fica em Americana?

De acordo com a Prefeitura, a cidade vai seguir a orientação estadual de vacinar apenas as pessoas do grupo de risco, mas pode aumentar a abrangência da vacinação. Até a última sexta, o município imunizou 30.323 pessoas, de um total de 46.477 dos grupos prioritários previstos na campanha nacional.

Desde o dia 23 de maio, o município já tinha ampliado os grupos de risco, vacinando também portadores de doenças crônicas e professores das redes pública e privada.

A vacinação ocorre em todas as Unidades Básicas de Saúde da cidade:

  • UBS Mathiensen
  • UBS São Vito
  • UBS Jd. Ipiranga
  • UBS Cariobinha
  • UBS Pq. Gramado
  • UBS São Luiz
  • UBS São Domingos
  • UBS São José
  • UBS Pq. das Nações
  • UBS Cillos




Foto: Reprodução EPTV

Como fica em Indaiatuba?

A cidade vacinou 80,32% das pessoas indicadas nos grupos de risco, que corresponde 33.282 doses. Ao todo, a cidade tem 41.438 pessoas com vacinação recomendada. A cidade “irá seguir a orientação do Estado de SP e continuar a vacinação somente nos grupos prioritários, até segunda ordem”, informou a Prefeitura. As doses estão disponíveis nas unidades:

  • UBS I
  • UBS II Cecap
  • UBS IV
  • UBS V Itaici
  • UBS VII
  • UBS IX Centro
  • UBS X
  • UBS XII
  • UBS João Piolli
  • PSF Pq. Indaiá
  • PSF Jd. Brasil
  • PSF Jd. Oliveira Camargo
  • PSF Jd. Itamaracá
  • PSF Pq. Corolla
  • PSF Jd. Carlos Aldrovandi
  • PSF Jd. do Sol

E como fica em Sumaré?

Em Sumaré, a Secretaria de Saúde informou que a cidade imunizou 31.248 pessoas desde o início da campanha, atingindo, até esta segunda, 69,46% da cobertura vacinal para os grupos de risco, que corresponde a 44.988 moradores.

A vacina está disponível nas 23 unidades de saúde da cidade, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, somente para os grupos determinados pela campanha nacional.

  • USF Cruzeiro
  • USF Parque Emília
  • PACS Vasconcelos
  • Centro de Saúde II
  • USF Virginio Basso
  • PACS Picerno
  • PACS Lucélia
  • CIS Nova Veneza
  • UBS Dallorto
  • USF Salerno
  • USF Maria Antonia
  • USF Angelo Tomazin
  • USF Nova Terra
  • USF Santa Clara
  • UBS Paraíso
  • UBS Matão
  • UBS Nações
  • USF São Judas
  • UBS Denadai
  • USF Bandeirantes
  • USF Vila Yolanda
  • UBS Trevo
  • USF Virgílio Viel.