Veja quais as linhas prejudicadas com buracos em Campinas

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 26 de maio de 2017 às 07:23

Com informações do Correio Popular

Foto: Dominique Torquato / AAN

Diversas vezes mostramos aqui no ODC, e todos nós que circulamos pela cidade de Campinas sabemos: as más condições das vias, asfaltadas ou não, são um transtorno para motoristas, principalmente em dias chuvosos, como os do último fim de semana.

E a dor de cabeça é ainda maior quando afetam a circulação de ônibus do transporte público em Campinas.

O desvio de itinerário por problemas na manutenção ocorre em diferentes áreas da cidade, segundo o Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano e Urbano de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (Setcamp). Ao menos 15 linhas são afetadas frequentemente, conforme levantamento feito pela entidade.

O caso ganhou notoriedade depois que a Itajaí Transportes Coletivos decidiu alterar, por conta própria, o itinerário da linha 212, por causa da impossibilidade de circular Rua Orlando Paschoal, onde também passa a linha 213. Os ônibus articulados estavam fazendo zigue-zague, e muitos pararam na garagem apra fazer manutenção.

À propósito, a Secretaria de Serviços Públicos de Campinas informou ao ODC que hoje o problema foi solucionado. O itinerário deve voltar ao normal já a partir de amanhã.

No último sábado, um ônibus da linha 358 atolou em estrada de terra no Recanto dos Dourados e ficou três horas sem operar. Aliás, por lá os problemas com o asfalto ruim (de terra, quase sem exceção) causam danos quase irreparáveis nos veículos da VB 3 que circulam por lá.

VEJA MAIS: o ODC mostrou há alguns meses o itinerário dessas duas linhas




Veja quais são as linhas com problemas com os buracos e/ou quando chove

Área 1

Área 3

Área 4

As empresas responsáveis pelas linhas fazem notificações à Administração Regional relacionada e à Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), conforme os problemas vão aparecendo, mas a maioria não é atendida. “Um veículo que opera em linha com condições favoráveis faz manutenção programada a cada 10 dias para revisões e reparos. Um ônibus que opera em linhas de condições precárias vai para as garagens a cada três dias, em média, para reparos fora do programado”, afirma Paulo Barddal, diretor de comunicação do SetCamp.

A Secretaria Municipal de Serviços Públicos informou que atende prioritariamente as solicitações da Emdec para a operaçã tapa-buracos e recapeamento das vias pelas quais passam os itinerários de ônibus.

Já a Emdec reconhece que o itinerário pode ser mudado em caso de obras ou “qualquer outra situação excepcional, como condições do pavimento, alagamentos”, desde que “permitidos e estabelecidos roteiros que atendam, da melhor maneira possível, a região afetada” e não seja colocada em risco a segurança dos usuários.