EMDEC testa trânsito exclusivo para ônibus em trechos das obras do BRT na Av. John Boyd Dunlop

0
343
Foto: Reprodução de TV

A Emdec realizou nesta quarta-feira (13), às 17h, testes com a mudança de tráfego nos horários de pico em um trecho da Avenida John Boyd Dunlop, na região do Jardim Aurélia, onde são realizadas obras do corredor do BRT. A ideia foi obrigar que veículos leves utilizem as rotas alternativas, liberando a marginal para o transporte coletivo.

Além disso, o secretário de Transportes, Carlos José Barreiro, avalia um possível rodízio, apesar de não ver vantagens no modelo.

“Ainda estamos avaliando [o rodízio], mas em São Paulo já é uma medida inócua. Acredito que retirar 20% da circulação, em média, não vai dar um alívio expressivo. E aqui pode penalizar ainda o morador de uma região populosa, que tem apenas um carro e depende dele”, disse Barreiro.

O teste com a mudança de tráfego no trecho entre a Rua Antonio Carvalho de Miranda e a Avenida Império do Sol Nascente foi realizada a partir das 17h desta quarta. Nos demais dias, das 6h às 7h30 e das 17h às 18h30.

A ação, segundo a Emdec, visa ampliar a fluidez viária no local durante as obras do BRT no Corredor Campo Grande. Nas marginais, só terão acesso ônibus, caminhões e veículos que necessitarão acessar os estabelecimentos comerciais instalados no trecho.

Manhã

No período matutino, a alteração de circulação ocorrerá das 6h às 7h30, no sentido bairro-Centro.

Para esse sentido, a Emdec planejou duas rotas distintas: carros e motos que seguirão com destino ao Centro terão que desviar pela Rua Antonio Carvalho de Miranda, acessando a Rua Dr. Roberto Miranda, Rua Nésia Augusta Floresta Brasileira, Rua Lucas Pereira de Castro, Avenida Carlos de Araújo Gobbi, Rua José Margarido da Costa, até ter acesso à marginal da Avenida John Boyd Dunlop.

Já quem for seguir em direção ao Jardim Aurélia, Unimart Shopping, Enxuto e retorno deverá acessar a Avenida Antonio Carvalho de Miranda, em seguida a Rua Dr. Roberto Moreira, Rua Nísia Augusta Floresta Brasileira, Rua Álvaro da Silva Barbosa, Av. Carlos de Araujo Gobbi, e acesso ao cruzamento da Avenida John Boyd Dunlop com a Avenida Império do Sol Nascente.

Tarde/noite

Já no sentido Centro-bairro, a alteração ocorrerá das 17h às 18h30, e os veículos que estiverem circulando pela Avenida John Boyd Dunlop terão que desviar pela Avenida Império do Sol Nascente até a Avenida José Pancetti para, então, acessar novamente a marginal da Avenida John Boyd Dunlop.

Local das obras do BRT, na Avenida John Boyd Dunlop, em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Local das obras do BRT, na Avenida John Boyd Dunlop, em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Construção do BRT

A construção dos corredores do BRT foi dividida em quatro lotes:

  • Lote 1: compreende o trecho 1 do Corredor Campo Grande – ligação entre a região central até a Vila Aurocan, com extensão de 4,3 km; e corredor perimetral, com 4,1 km;
  • Lote 2: trechos 2, 3 e 4 do Corredor Campo Grande, que contemplam ligação da Vila Aurocan até o Terminal Itajaí, com 13,6 km;
  • Lote 3: trecho 1 do Corredor Ouro Verde, que liga a região central até a Estação Campos Elíseos, com 4,8 km;
  • Lote 4: trechos 2 e 3 do Corredor Ouro Verde, que compreende a ligação da Estação Campos Elíseos até o Terminal Vida Nova, com 9,8 km de extensão.

As informações são do G1.

Reproduzido de: https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2019/03/13/brt-emdec-testa-mudancas-de-trafego-em-horarios-de-pico-e-avalia-rodizio-em-campinas.ghtml

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome