Finanças | Qual a melhor aplicação em tempos de juros básicos baixos?

Mesmo com a SELIC baixa, muitos especialistas ainda dizem que a renda fixa pode ser uma opção rentável para as pessoas investirem o seu dinheiro. CDBs, LCIs, LCAs, títulos públicos do Tesouro Direto… Como saber escolher os melhores investimentos em renda fixa 2019?

Segundo a projeção de alguns economistas, a SELIC (taxa básica de juros) vai se manter estável até 2020 enquanto a Bolsa de Valores segue acelerando. É por isso que muitas pessoas começaram a dizer que a renda fixa “morreu” e apenas a renda variável vale a pena.

É importante dizer que a renda fixa brasileira é, sim, bem menos atrativa do que já foi um dia, mas ela continua tendo umas das melhores taxas de rentabilidade do mundo. O Brasil é um dos únicos países em que o investidor consegue ficar bem acima da inflação aplicando o dinheiro em renda fixa.

Aconteça o que acontecer com a economia do Brasil, a renda fixa sempre terá espaço no mercado. Todos os investidores precisam de uma parte de seu patrimônio nesse grupo de investimentos – para a reserva de emergência, por exemplo.

Mas como a taxa de juros brasileira pode seguir caindo e não voltar a subir, esse é um bom momento para investir nesses títulos. Os investimentos indexados ao IPCA, por exemplo, podem ser ótimas opções para o longo prazo. Para a reserva de emergência, foque em Tesouro SELIC, CDB com liquidez diária e fundos de renda fixa com taxas baixas.

As informações são do Money Times.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome