Jardim | Aprenda a plantar cravos em sua casa e a deixe mais colorida; Vídeo acompanha

O cravo (flor) é uma planta herbácea da qual brotam flores de diversas cores com diversos significados. Elas podem ser cultivadas tanto em jardins como em vasos e são lindas para dar de presente. Apenas tomem cuidado para não confundi-la com o cravo-da-índia, pois esta é uma outra planta completamente diferente. Quer saber mais sobre a flor do cravo, seus significados e como plantar? Acompanhem este artigo!

1. Características gerais

O cravo é a flor que brota de uma planta chamada craveiro, Dianthus caryophyllus, a qual pertence à família Caryophyllaceae e possui mais de 300 espécies.

Essa planta pode alcançar até um metro de altura, suas flores possuem múltiplas pétalas, com bordas recortadas e diversas cores. Dentre elas as mais comuns são: branco, rosa, vermelho e amarelo.

Algumas espécies possuem tonalidades e misturas diferentes, mas a maioria possui o caule reto com algumas ramificações.

Devido ao seu aroma delicado, as flores são bastante utilizadas para a produção de perfumes, mas também servem como agente para combater formigas domésticas, pois o cravo repele esses insetos.

2. Curiosidades

A origem do cravo é européia, onde era muito utilizado pela mitologia grega representando o deus grego Zeus. Em Roma recebeu o nome de flor de Júpiter, pois diz-se que ela tem características parecidas com este deus. Devido a essas associações, o cravo é tido como uma flor símbolo de boa sorte, pois tem o dom de atrair boas energias, vitórias e bênçãos.

Historicamente, o cravo é símbolo do movimento que derrubou o regime salazarista em Portugal, onde no dia 25 de abril de 1974, explodiu a chamada Revolução dos Cravos. Esse nome foi devido à população ter saído às ruas para comemorar o fim da ditadura, distribuindo cravos aos soldados como forma de agradecimento.

3. Significados das cores

Como falamos anteriormente, o cravo (flor) simboliza boa sorte e boas energias, mas existem outros significados atribuídos às diferentes cores. A saber:

  • Rosa: Significa carinho, boas recordações, felicidade e gratidão.
  • Vermelho: Representam amor verdadeiro e paixão.
  • Amarelo: Sozinha significa falta de reciprocidade e conformismo. Em um buquê representa alegria e sorte financeira.
  • Branco: Quando lisa representa inocência e pureza. Se for listrada significa amor não correspondido.
  • Roxa: Representa ausência de capricho e solidão.

4. Usos medicinais

Um estudo identificou que a planta Dianthus caryophyllus possui ação antibiótica, antifúngica, antioxidante, sedativa e tranquilizante, tendo ação no controle da pressão arterial em ratos e possível efeito antiurolítico. Porém, como os próprios pesquisadores afirmam, o estudo visou apenas avaliar os efeitos da planta e a resposta antioxidante à ela, ou seja, não se aplica em humanos.

No entanto, alguns pesquisadores recomendam o chá das flores vermelhas do cravo para aliviar sintomas como:

  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Cansaço;
  • Vertigem;
  • Úlcera;
  • Feridas e
  • até contra picadas de abelhas ou vespas, onde é indicado esfregar a flor.

Além disso, também indica-se aplicar a água destilada das flores do cravo para aliviar inflamações nos olhos.

Mas atenção! Para todos esses sintomas citados, o ideal é procurar um médico. Não use soluções alternativas sem ter certeza de que seus efeitos não fazem mal a você, principalmente se estiver tomando medicamentos. Consulte um especialista!

5. Como cultivar

Os cultivadores explicam que existem espécies de cravos que podem ser plantadas por sementes e outras necessitam de estacas, para melhorar a propagação. Recomenda-se que o plantio seja realizado de maio a julho, mas em regiões quentes, deve-se cultivar no outono. Veja as demais condições de plantio:

  • Ambiente: O craveiro gosta de luminosidade, portanto, ele deve ser plantado em locais onde irá incidir luz direta. Além disso, o ambiente deve ser ventilado.
  • Clima: Subtropical e temperado com temperatura entre 15 a 20ºC.
  • Solo: Deve ser bem drenado e com pH neutro, composto por terra de jardim e terra vegetal.
  • Propagação: As sementes devem ser cobertas com uma camada fina de terra, mantendo-a úmida até a germinação, que ocorre de 7 a 14 dias.
  • Espaçamento: De 40 por 40 centímetros entre as plantas e em linhas.
  • Transplante: Quando as plantas recém germinadas formarem uma boa quantidade de raízes e possuírem de duas a três folhas, elas podem ser transplantadas para o local definitivo.
  • Trato e regas: As regas devem ser regulares e a adubação deve ser feita apenas no período de floração ou quando achar necessário, evitando o uso de fertilizante à base de amônia.
  • Floração: Ocorre a partir de 30 a 40 dias do transplante ou contínuo, no caso das espécies perenes.

Caso queiram acompanhar o processo, separamos este vídeo que ensina em detalhes como plantar cravo a partir das sementes

Viu como é fácil cultivar o cravo? Aproveite as maravilhas dessa flor para enfeitar o seu jardim e a sua casa também, além de perfumar o ambiente!

As informações são do GreenMe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome