Norueguês é preso após passar a mão no corpo de mulher no meio da rua

0
261

Um norueguês foi preso em flagrante por importunação sexual por agentes do Centro Presente na noite desta quinta-feira (29). Esper Petterson abordou a consultora de vendas Kellen Pavão, de 26 anos, e passou a mão pelo corpo dela. Na delegacia, disse que “não conseguiu se controlar”.

“Eu saí do trabalho, esperando meu esposo, e veio esse gringo me abordar a todo momento”, conta Kellen. “Ele queria pedir uma informação, só que ele foi abusado”, narra.

Segundo Kellen, Esper passou a mão em sua cintura, no bumbum e na lateral do seio.

Marido da consultora, Alexandre encontrou Kellen muito nervosa momentos depois. “Ela estava indefesa. O que nós queríamos era ir embora pra casa”, diz.

“Por dois minutinhos eu não peguei essa cena. Minha vontade era fazer uma loucura, mas graças a Deus eu tive discernimento e sabedoria, e fizemos a coisa certa. Estamos aqui até essa hora na delegacia, mas graças a Deus ele está preso”, afirma.

Desde setembro, importunação sexual passou a ser crime – é por causa dessa lei que Esper foi preso. A pena vai de um a cinco anos de prisão.

A polícia disse que o norueguês, que fala português fluente, está há 25 dias no Brasil. Ele é funcionário terceirizado da Petrobras e vem esporadicamente ao país.

O Consulado da Noruega já foi informado do crime.

“Hoje foi comigo, amanhã pode ser com a minha filha ou com outras pessoas. Então, grita, pede ajuda, pede socorro. Não fiquem calados”, afirma Kellen.
As informações são do G1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome