Polícia apura culpa de motorista em acidente com ônibus que foi levado em enchente em Americana

Postado por Redação Ônibus de Campinas em 15 de abril de 2018 às 08:30

Com informações do G1 Campinas
A Polícia Civil apura a responsabilidade penal do motorista de um ônibus que caiu dentro de um córrego durante a inundação de uma via, em Americana, em fevereiro.

Quinze pessoas foram resgatadas.

Por meio de assessoria de imprensa, a Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo (SSP-SP) comunicou que o caso é investigado pelo Núcleo Especial Criminal (Necrim).








Segundo a pasta, já foram ouvidas 16 pessoas, entre passageiros e o motorista, uma já optou pela representação criminal e duas preferiram entrar com um pedido judicial para serem ressarcidas de prejuízos materiais que dizem que tiveram.

A SSP avaliou que se trata de uma “ocorrência de menor potencial ofensivo”.

Questionada, a secretaria não divulgou se ouvirá mais pessoas, como representantes da prefeitura e VPT, o que a vítima que optou pela representação alega, quais serão os próximos passos da investigação e estimativa de conclusão dela.

Já a Viação Princesa Tecelã informou que não foi constatada qualquer responsabilidade do motorista no acidente.

“A apuração da empresa identificou que a causa foi o grande fluxo de água no momento, o que tornou impossível o controle do veículo, mesmo após ação do motorista. Como já divulgado o motorista tem mais de 20 anos de experiência e conta com um excelente histórico de atuação. Ele ficou afastado por alguns dias para se recuperar, mas já segue atuando normalmente”, apontou.

A empresa ressaltou que prestou todo o auxílio necessário aos passageiros, inclusive ressarcindo os danos materiais ocorridos.

À época do acidente, um engenheiro civil apontou falhas no sistema de vazão, drenagem e segurança do Córrego São Manoel.

A conclusão de obras de canalização no local, de acordo com a prefeitura, depende da viabilidade econômica da administração municipal e apoio dos governos federal e estadual.