TV | A bagunçada televisão brasileira que vende horários para várias igrejas

O negócio televisão está cada dia mais bagunçado. E muito pior que do que essa realidade tão triste, é a perspectiva nenhuma de qualquer melhora nos próximos tempos. Os interesses maiores, por mais escusos que sejam, continuam a se sobrepor ao que a ordem, o bom senso e as próprias leis determinam. A CNT, cujo slogan é “A rede que abraça o Brasil”, exibe 22 horas diárias de programação da Igreja Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo. Por mais paradoxal, durante toda essa maratona religiosa, no canto superior esquerdo da imagem, é colocado o logotipo da emissora, sabe-se lá com que objetivo ou qual razão. É, no mínimo, caso de informação enganosa. Ou, sabe-se lá, mais um jeitinho inventado para driblar a legislação. Aliás, como justificar a existência de redes de televisão, concessões do governo, CNT como um caso e Rede 21, outro, além de outras zilhões, registradas em nomes de pessoas que não são responsáveis pelas suas programações? No caso específico dessas duas, nas mãos de um único terceiro, que já é dono de outras. Só no Brasil, não acha?

As informações são de Flávio Ricco, por Bem Paraná.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome